Feed
Posts

Prelúdio

Oração

Dirigente: É Natal! Estamos reunidos para celebrar o nascimento mais extraordinário de todos os tempos. E como isso aconteceu?

Vozes femininas: “Foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada por um varão, cujo nome era José, da casa de Davi: e o nome da virgem era Maria” (Lc 1.26,27).

Vozes masculinas: “Disse-lhe então o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus; e eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus. Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo” (Lc 1.30-32).

Inspiração musical

Dirigente: E onde aconteceu o nascimento do filho do Altíssimo?

Todos (cantando): Pequena vila de Belém, repousa em teu dormir, enquanto os astros lá no céu estão a refulgir.
Porém nas tuas trevas resplende a eterna luz, incomparável, divinal: nasceu o bom Jesus. (HCC 98)

Dirigente: Como esse maravilhoso acontecimento chegou ao conhecimento das pessoas?

Todos (cantando): Proclamaram anjos mil o primeiro Natal
a uns pobres pastores ao pé de Belém,
que nos campos os rebanhos guardavam do mal
numa noite tão fria e escura também.
Natal! Natal! Natal! Natal!
É-nos nascido um Rei divinal! (HCC 100)

Dirigente: Que noite linda foi aquela! O que dizia a mensagem de louvor anunciada pelos exércitos celestiais?

Todos (cantando): “Glória a Deus! Glória a Deus!”
Cantam anjos lá dos céus;
trazem novas de perdão, graça eterna, salvação.
Prova deste amor dá o Redentor. (HCC 91)

Inspiração musical

Dirigente: Em que condições os pastores encontraram o pequenino Jesus?

Vozes femininas (cantando): Num berço de palhas, humilde nasceu
Jesus pequenino, sem ter nada seu.
Estrelas brilharam no pobre lugar
que para o menino servia de lar. (HCC 99)

Vozes masculinas (cantando): O gado mugindo, acorda Jesus,
que na manjedoura sorri, vendo a luz.
Eu te amo, menino nascido em Belém,
e quero seguir teu exemplo também. (HCC 99)

Dirigente: Passados dois anos, os magos do oriente foram guiados por uma estrela até o lugar onde estava Jesus. Como reagiram diante do rei dos judeus?

Todos (cantando): Reverentes, esses sábios, com santo temor,
mui alegres entraram naquele lugar
com ofertas preciosas de muito valor.
Ouro, mirra e incenso vieram lhe dar.
Natal! Natal! Natal! Natal!
É-nos nascido um Rei divinal! (HCC 100)

Dirigente: E nós, como devemos reagir no Natal de Jesus?

Diretoria (cantando): Oh, vinde, fiéis, triunfantes, alegres,
sim, vinde a Belém, já movidos de amor.
Nasceu vosso Rei, lá dos céus prometidos.
Oh, vinde, adoremos! Oh, vinde, adoremos!
Oh, vinde adoremos a nosso Senhor. (HCC 90)

Jovens e adolescentes (cantando): Falai pelas montanhas,
nos montes e por todo lugar;
falai pelas montanhas que Cristo já nasceu.
E nós, que o conhecemos, devemos proclamar
que Cristo veio ao mundo e a todos quer salvar. (HCC 94)

Dirigente: Falai por todo lugar que Natal significa… (Dar oportunidade para que as pessoas compartilhem com as outras o significado do Natal para elas.)

Reflexão: Natal
Quando o mundo atravessa momentos tão difíceis, quando irmãos nossos de todos os cantos sofrem e gemem, açoitados pela dor, pela fome, pelo medo, sendo vítimas de uma terrível violência, a falta de Amor, nos questionamos seriamente sobre o tipo de Natal que vimos festejando desde que nascemos. Um Natal de pinheiros enfeitados por bolas coloridas e muito dourado, que tem como símbolo um Papai Noel bem nutrido, gordo e feliz, que é esperado nas casas das crianças de posses, com os presentes por elas sonhados e que nem se lembram daquelas crianças pobres, que mais uma vez ficaram sem ter os seus desejos satisfeitos. É este o dia em que comemoramos o nascimento de Jesus, nosso símbolo de Amor.

E aí eu me pergunto se já não estaria na hora de mudarmos isso. Se já compreendemos melhor os valores propagados pela sociedade por ocasião do Natal não deveríamos romper com as tradições, com o conformismo de vivermos imitando o que está posto, para começarmos a agir de forma mais coerente e festejarmos um Natal mais cristão? Pensemos: Jesus é o homenageado hoje.

O que certamente Jesus gostaria que fizéssemos num dia como esse, o que foi que nos ensinou? Rapidamente podemos nos lembrar de: ajudar aquele que tem menos que nós, perdoar aos que nos ofenderam, amar incondicionalmente a todas as criaturas.

Se posso dar presente a meus amados, por que não separar um pouco para dar aos que talvez não tenham sido nunca objeto do amor de alguém? Se posso ter uma mesa repleta das comidas que gosto, por que não lembrar de levar alguma coisa gostosa e bonita para aqueles que talvez ainda não tenham se alimentado hoje? Será justo que o Príncipe do Amor só seja festejado nas casas dos que têm dinheiro? Logo Ele, que veio para os humildes, os doentes, os fracos, os caídos?

Precisamos mudar. Se não podemos transformar o mundo todo, que modifiquemos apenas o nosso Natal em família.
Neste Natal novo vamos comprar alimentos para os necessitados. Vamos levar um presente bonito para uma criança pobre (pelo menos para uma!) e esquecer tantos gastos desnecessários que fazemos, comprando supérfluos que não melhoram em nada a nossa vida. Usemos esse dinheiro para aliviar, um pouco que seja, a dor dos que sofrem, dos que estão sós e com fome. Cada família pode escolher um local para ajudar, uma pessoa para presentear.

O importante é que neste ano a gente estenda um pouco mais o nosso amor e se lembre de alguém que precise mais do que nós. Assim, tenho a certeza de que Jesus será o Papai Noel do nosso Natal, sem roupas vermelhas, sem gorro, não tão gordo e bochechudo, mas nos trazendo Paz, Serenidade e Alegria!

Autor Desconhecido

Dirigente: Natal é tudo isso e muito mais. E o que Jesus fez para tornar o seu nascimento tão importante?

Todos (cantando): Ele venceu a morte e a dor, baniu a maldição.
As bênçãos vêm do Redentor em régia profusão,
em régia profusão. Oh, sim, em régia profusão. (HCC 106)

Meditação

Dirigente: Qual a nossa petição ao infante e Rei Jesus?
Todos (cantando): Habita em nossos corações, infante e Rei Jesus,
pois desejamos contemplar visões de tua luz.
Nos céus proclamam anjos o amor do Deus fiel.
Oh, vem, Senhor em nós morar, eterno Emanuel. (HCC 98)

Oração
Poslúdio

Deixe uma mensagem

Spam Protection by WP-SpamFree