Home  //  Recursos Artigos  //  Esposa de Pastor
Esposa de Pastor
PDF
Imprimir
E-mail

Como traçar o perfil ideal da esposa de pastor? Não existe a menor dúvida de que se trata de uma pessoa muito especial. Mas como ser especial a ponto de atender às expectativas dos que voltam suas atenções para ela?

Acima de todas as decisões, a esposa de pastor deve, antes de tudo, colocar sua vida nas mãos do Senhor. Já, desde o namoro, ter a sensatez de somente casar-se, se tiver certeza de que poderá viver de maneira tal que o mundo veja nela a mulher do profeta.

A esposa de pastor não é pastora. Não tem a obrigação de revestir-se das atribuições próprias do ministério. O equilíbrio de ações, a coerência e a capacidade de discernir vão lhe dar a visão e o limite do território de sua participação na obra.

O pastor é o pastor. Ninguém pode cobrar da esposa o desempenho dessa função singular. São tantos os desafios da igreja que não faltará trabalho para ninguém, e como membro do corpo de Cristo, alguma atividade poderá ser exercida pela esposa do pastor.

Aí, sim, começam as críticas. A maioria espera que a esposa de pastor seja o máximo, a mulher dos sete instrumentos.

É tempo de refletir sobre o assunto assumindo-se a postura de cidadão celestial comprometido com a expansão do Evangelho. Quem está decepcionando pessoas, afastando-as da igreja, não é a televisão, mas o comportamento mundano de muitos que se especializaram em criticar e só criticar tudo, espalhando desilusão. Comportam-se mais ou menos assim:

Sabe aquela esposa de pastor que não faz nada na igreja?

Como não faz nada?

Não canta, não dirige uma classe, não faz palestras...

Para esse tipo de crente, fazer alguma coisa na igreja significa, em resumo, só isso e nada mais. Visitar os enfermos, evangelizar, hospedar as visitas da igreja, costurar para os pobres, aconselhar o tempo todo, não atrapalhar em hipótese alguma o ministério do pastor, cooperar com ele em tudo, principalmente como esposa compreensiva de suas ausências na família, então não significa nada?

A esposa do pastor assume, infinitas vezes sozinha, o comando da casa, a educação dos filhos, a solução de problemas para que seu marido possa dedicar-se integralmente à
igreja. Grandioso ministério!

Se você conhece alguma esposa de pastor "que não faz nada na igreja", comece você a fazer alguma coisa: ore por ela. O ministério da oração é um grande ministério.

Ivone Boechat
Educadora
Niterói -RJ

Compartilhe

 

Organizações Missionárias