top of page
  • Foto do escritorUFMBB

15/04 - Nas mãos do oleiro

“Como barro nas mãos do oleiro, assim são vocês nas minhas mãos, ó comunidade de Israel” (v.6).

Jeremias 18.1-6 – 389 cc

Usando uma parábola com elementos comuns da cultura, Deus estabelece uma analogia da condição moral e espiritual em que seu povo se encontrava. O barro era o seu povo, e ele, o oleiro. O barro, até virar vaso, passava por um processo acurado. Precisava ser limpo e ter consistência uniforme. Ao chegar na olaria, ia direto para um tanque de água para ser amolecido. Já na roda do oleiro, para ser transformado em vaso, precisava estar em movimento porque era nesse momento que as interferências (sujeiras) eram identificadas e removidas. Nesse processo de transformação, o oleiro tinha bons e maus resultados e podia escolher refazer ou lançar o barro no monte de refugos. Da mesma forma, muitas interferências são incorporadas ao longo da nossa vida que impedem que sejamos o barro adequado e nos transformemos no vaso que honre ao Senhor. Independentemente dos elementos que precisam ser removidos, a tônica sempre estará sobre aquele que pode todas as coisas, e ele tornará qualquer barro excelente para cumprir o que se propôs. Há perdão e graça para você! Mas, assim como o barro precisava estar em movimento, você precisa mover-se em direção a Deus. Reconheça sua condição, seu estado, suas limitações, seus pecados. Deus pode e quer trazer um novo significado para a sua vida!


Deixe-se moldar pelas amorosas mãos do Senhor!


Autora: Juliana Vigil


Acesse www.ufmbb.org.br e se siga conectado a UFMBB!

@ufmbbrasil - https://www.instagram.com/ufmbbrasil/



181 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Jandira Cruz
Jandira Cruz
Apr 19, 2020

NAS MÃOS DO OLEIRO

Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.

(Jeremias 18:6)

Assim como o barro precisava ser limpo e de consistência uniforme, na mão do oleiro, eu preciso está limpo de corpo de alma, para me apresentar ao Senhor Jesus. Está limpo é apresentar-me ao Mestre com um coração humilde, bom, leve, com compaixão e graça, revestido do amor de Deus. É dizer para o Mestre o quanto Ele é importante em minha vida. Que eu o "recebo" todos os dias, e desejo que ele permaneça comigo para sempre.

"Eu quero ser um vaso novo... toma a minha vida, Senhor, quebra-a, e faça de novo..."

"Da-me…

Like
bottom of page